Flickr Images

02 junho 2015

O Príncipe dos Canalhas - Loretta Chase

Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.
Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.
Começando o mês dos namorados com um lindo romance. "O Príncipe dos Canalhas" de Loretta Chase entrou pra minha lista de favoritos, quando comecei a lê-lo não esperava nenhuma grande novidade, pensei que ele seguiria aquela receitinha básica dos romances históricos mas estava bem enganada.

O livro alterna os pontos de vista entre os dois personagens mas em alguns momentos outros acabam dando um pouquinho de opinião. O cenário se passa em certo momento em Paris e depois na Inglaterra.


Primeiramente somos apresentados a Sebastian Leslie Guy de Ath Ballister, o único herdeiro do Marquês de Dain. Sua mãe era uma dama florentina, segunda esposa do marquês que ficou viúvo e perdeu seus quatro filhos para o tifo. Eis que Sebastian herda a aparência incomum da linhagem de sua mãe e passa a ser visto como aberração por todos que o conhecem, inclusive seu pai.

Aos 8 anos sua mãe foge com outro homem e Sebastian é mandado ao internato onde é constantemente humilhado e onde se torna o Lorde Belzebu. Já adulto ele vai pra Paris onde todos o temem e o vêem como o próprio diabo.

Mas na verdade Dain é um homem solitário que teve que aprender a ser forte tanto emocional quanto fisicamente para aguentar as constantes humilhações que sofria por não ter uma aparência comum naquela época. Ele se acostuma a ter que pagar pra ter aquilo que quer e mesmo aqueles que se dizem seus amigos só estão por perto porque ele é rico.

Mas então ele conhece Jessica Trent, cujo irmão idolatra o marquês e pretende seguir as más influencias dele. Jéssica parece não reagir como as outras mulheres à presença de Lorde Dain, ao invés de sair correndo de medo ela sente uma inconveniente atração pelo homem. Mas ela precisa resgatar seu irmão e vai usar da inteligência e fazer o lorde se arrepender de suas ações. Mas o homem não é idiota e assim começa um verdadeiro jogo de gato e rato.

O que mais me surpreendeu neste livro são as ações inesperadas dos personagens, principalmente a Jéssica. Já vi algumas mocinhas que são retratadas com grande inteligência e que não se importam com o que as pessoas pensam a seu respeito mas essa aqui se supera. Não posso falar muito pra não dar spoiler mas em muitos momentos críticos onde você tem certeza de que a personagem vai seguir certo caminho ela acaba fazendo algo bem diferente.

Uma outra personagem interessante é a avó de Jessica, Genevieve. Ela gosta que os netos a chamem pelo nome e já casou duas vezes e tem vários pretendentes ainda.
Sabia que ela recebeu três propostas de casamento só no mês passado? Acredito que o Número Três tenha sido a gota d’água. Lorde Fangiers tem 34 anos. A família acha isso constrangedor. — Bem, não é exatamente digno na idade dela. 
Em certo momento do livro vemos o quanto Dain é afetado pela sua aparência e isso faz com que ele aja irracionalmente. Ele tem medo do garotinho de 8 anos, feio, abandonado pela mãe, rejeitado pelo pai mas aí surge um personagem que fará ele enfrentar o garoto que foi no passado e talvez assim consiga ser um homem melhor.
Adorei "O Príncipe dos Canalhas" ele é clichê sim, mas com uma pitada de situações inesperadas que nos fazem rir, chorar e esperar que o amor vença no final.
— Ouvi tudo o que tinha que ouvir a seu respeito – disse ela. – Pensei que estava preparada. Mas ninguém o descreveu da maneira certa. Eu imaginava um gorila. – Ela deslizou a ponta do dedo pelo nariz de Dain. – Você não devia ter o rosto de um príncipe dos Médici. Não devia ter a compleição física de um deus romano. Eu não estava preparada para isso. Não tive como me defender. – Com um suspiro curto, ela colocou as mãos nos ombros dele. – E ainda não tenho. Não consigo resistir a você.

24 comentários:

  1. oieee

    Bom eu não sou muito fã dos livros cliches mas tenho que dizer que a resenha em fez ter vontade de ler esse livro rsss

    bjks
    http://gracirocha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graci, obrigada pela visita! Tente ler sim, vc pode acabar se surpreendendo!
      bju

      Excluir
  2. Olá linda tudo bem?
    Olha eu tenho visto todos os leitores comentando muito bem sobre esse livro
    e sinceramente estou bastante curiosa, até porque a história me parece ser linda.
    Eu gostei bastante de tudo que você falou e espero poder gostar, até porque já até garanti o meu exemplar.

    Tenho visto que a Editora Arqueiro só tem lançado livros interessantes
    e estou interessada na maioria do mês de junho. Não vejo a hora de adquirir =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/06/resenha-navegue-lagrima_2.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que vc goste da leitura...
      E a pila de livros só aumentando né???
      bjus
      Obrigada pela visita

      Excluir
  3. Oii, tudo bem?

    Confesso que estou bem curiosa para fazer essa leitura.

    Pretendo ler ainda esse mês!!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa, leia sim...
      obrigada pela visita! bjus

      Excluir
  4. Estou louca para ler esse livro e lendo sua resenha fiquei com mais vontade ainda.
    Parabéns!!!
    Beijos.

    http://adoroumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Grazi obrigada pela visita! Não fique só na vontade! Leia sim...
      bjus

      Excluir
  5. Já vi que vou gostar! o/ haha Ótima apresentação, Andrea!
    diquinha: Troque o Favicon (não sei se já te disse hihi), seu blog é mto lindo e vai ficar ainda mais profissional!

    http://imperfeitaselindas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e pela dica ;)
      assim que der eu troco....
      bjus

      Excluir
  6. Olá Andrea!
    Eu amei esse livro e assim como você, achei que ele se diferencia dos outros romances de época pelas ações inusitadas dos personagens, que nos proporcionam várias surpresas durante a leitura. Espero poder ler mais livros da autora em breve!
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elis... tbm quero muitos livros da Loretta...
      obrigada pela visita... bjus

      Excluir
  7. Olá
    eu tenho tipo uma curiosidade imensa para ler esse livro, achei essa sinopse muito boa
    sem falar na capa, eu ainda não li nada do genero e meus amigos elogia de mais esse tipo de livro
    Bjks
    Passa Lá No meu Blog - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita!
      Ah eu adoro esse gênero então sou suspeita pra falar do assunto... hehehe
      mas tente ler, quem sabe vc gosta...
      bjus

      Excluir
  8. Eu tinha me interessado por esse livro quando o vi em exposição na livraria, depois do que você falou, agora é certeza que eu quero haha. Comprarei assim que possível e lerei com gosto <3

    Beijinhos
    http://sakury-s.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi... tô torcendo pra que goste do livro...
      obrigada pela visita!
      bjus

      Excluir
  9. AI MEU DEUS!!!
    Esse livro parece ser daqueles que por mais "clichê" que seja, nós sempre teremos um espacinho pra eles no coração.
    Adorei sua resenha.

    Passei aqui também para dizer que te indiquei em uma tag lá no blog.
    http://myself-here1.blogspot.com.br/2015/06/tag-liebster-award-3.html
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada pela indicação!
      Esse livro é exatamente assim mesmo... vai ser meu queridinho....
      bjus

      Excluir
  10. Gostei muito do teu blog!
    Se puderes vista o meu e se gostares segue...se seguires deixa comentário :)
    Beijinhos

    http://beautifullsecrets.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  11. Amo esses romances históricos! E esse parece aqueles que a gente não desgruda enquanto não termina de ler! Gostei da resenha e quando eu tiver oportunidade eu vou ler esse livro, fiquei muito curiosa rsrs.
    Beijos!
    www.guardiadememorias.com

    ResponderExcluir
  12. Quero muito ler esse livro, desde a primeira resenha que li sobre ele
    e a maioria delas foram positivas

    Mil beijocas

    http://amolivroscomcafe.blogspot.com.br/2015/05/sorteio-box-nicholas-sparks.html

    http://amolivroscomcafe.blogspot.com.br/2015/06/sorteio-trilogia-jogos-vorazes.html

    ResponderExcluir
  13. Já ando namorando esse livro, mas só agora parei pra ler uma resenha e adorei! Vai já pra minha listinha de compras sem fim rsrs.
    Amei o teu blog, super lindo!
    Beijo!
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  14. EU AMO coisas cliches, e já to maluca pra ler esse livro.
    Parabens pela resenha, é dificil ver resenhas bem escritas e completas como a sua.
    Beijos

    www.youtube.com/estranhanoparaisoh

    ResponderExcluir

Gostou do post? Seu comentário é sempre bem-vindo!
Se quiser receber novidades sobre o blog, siga-nos!
E não se esqueça de deixar o seu link para que eu possa visitá-los...
Volte sempre!