Flickr Images

16 novembro 2015

Vida e Morte - Stephenie Meyer



O clássico de Stephenie Meyer revisitado 10 anos depois.
Novamente, os leitores vão se apaixonar pela arrebatadora história de amor de Bella e Edward... ou, quem sabe, será uma primeira vez. A edição especial de aniversário inclui um conteúdo extra e exclusivo: Vida e morte, nova versão em que autora inverte o gênero dos principais personagens.
Em Vida e morte os leitores vão se maravilhar com a experiência de ler a icônica saga de amor agora pelos olhos de um adolescente que se apaixona por uma sedutora vampira. Numa publicação ao estilo “vira-vira”, a edição comemorativa traz mais de 400 páginas de conteúdo extra, além da nova capa, com Crepúsculo de um lado e Vida e morte de outro. Os milhares de fãs de Bella e Edward não vão querer perder a oportunidade de ver seus tão queridos personagens em novos papéis.
“Fico maravilhada que já se tenham passado 10 anos da primeira edição de Crepúsculo”, cometa a autora Stephenie Meyer. “Para mim, esse aniversário é uma comemoração dos fãs, que sempre foram inacreditavelmente dedicados e apaixonados.”


Uma notícia que pegou muita gente de surpresa era que Stephenie Meyer lançaria um novo livro da saga Crepúsculo como comemoração dos 10 anos da série. Muitos fãs esperavam que ela finalmente lançasse a versão do Edward "Midnight Sun". Mas o que ela fez foi reinventar o livro com os gêneros trocados. WHAT???

Calma, eu vou explicar. A ideia da Stephenie era trocar Edward/Bella por Edythe/Beau. A principio eu achei uma ideia super legal e original porque nunca tinha visto nada parecido. E o que você espera de um novo livro? Uma história nova, mesmo ele sendo uma outra versão de algo antigo. Foi aí que eu me enganei...

Antes de mais nada, tenho que confessar que eu gosto de Crepúsculo, ou gostava na época em que eu li. Segundo a Stephenie uma das maiores reclamações dos leitores é que a Bella tinha que ser sempre resgatada pelo Edward e ela quis provar que não importa o gênero dos personagens a história seria a mesma. Por isso ela fez uma coisa incrível: Pirateou o próprio livro.

A impressão que se tem lendo Vida e Morte é que a autora pegou o livro original, abriu no word e onde estava o nome da Bella ela trocou por Beau e onde era Edward ela trocou por Edythe. Só que aí ela resolveu usar um pouquinho mais de imaginação e trocou os gêneros de quase todos os personagens, exceto por Charlie, Renneé e Phill. Aí você passa quase todo o livro tentando associar quem é quem na versão original. Pra te dar uma ajudinha ela preservou as iniciais, só que ela nos revela o dom de inventar nomes bem estranhos como: McKayla, Jessamine, Royal, Earnest...

E a grande dificuldade do livro é fazer a inversão. Muitas vezes eu esquecia que o narrador era um garoto porque na minha mente continuava sendo a Bella e vice-versa. Sinceramente, se a Bella já era chata, ver a versão masculina dela fica totalmente nonsense. Já a Edythe, com toda a sua perfeição acaba ficando um personagem esnobe.

E então, vale a pena ler Vida e Morte? Pra mim não, já que eu pulei um monte de páginas já que era tudo igual a Crepúsculo, somente no finzinho é que ocorrem algumas modificações significativas na história já que ela não deixa nenhuma brecha pra outro livro, felizmente. Gostei das modificações mas acho que elas ficaram bem corridas mas pra quem leu os outros livros vai entender direitinho qual foi a ideia da Stephenie.

E você, o que acha da saga? Leu ou leria Vida e Morte? Escreva pra mim nos comentários, vou adorar saber a sua opinião. Bjus!




4 comentários:

  1. Nooooooossa sério que só mudou os nomes? Pensei que no minimo a autora mudaria um pouquinho da história :/

    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  2. Menina, adorei ler isso! Kkk
    Essa história dos nomes, achei tds horríveis kkkk
    E eu tinha imaginado q ela realmente mudaria a história, mas parece q n. Sinceramente, n perderia meu tempo lendo (mas pelo menos o final foi mudado, né?). N sei se ia aguentar um menino tendo as crises da Bella, rs.
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Bom................eu li crepúsculo só um pouquinho depois de todo o bafáfá, gostei de algumas coisas, de outras eu odiei, mas eu já não sou mais o público adolescente a quem o livro teoricamente se destina (sem preconceito, pois como eu disse eu li tudo e até gostei, no geral). Mas acho que tudo foi muito superexagerado para cima da autora, do livro e da história.....mas fazer o quê?
    Acho que se superestimou tudo, pois não tem nada de tão maravilhoso na história que ela criou. Ela só deu a sorte de "pegar " um nicho de mercado que está carente desse tipo de história e caiu fundo.....eu acho que foi sorte e muito marketing (nunca subestime o poder do marketing).
    Agora sobre a diferença de gênero, meu Deus, eu não leria esse livro, seria mais viável ela dar continuidade no livro do Edward contando a mesma história e não inventar outras pessoas iguais. Eu leria feliz um livro só do Edward, pois para mim ele SALVA toda a história.
    Bjs, escrevi um testamento ....sorry

    ResponderExcluir
  4. Olá Andrea,

    Sou do time dos que leram Crepúsculo e amaram. Claro, lembro que morri de tédio em Eclipse em meio a tanto sofrimento da Bela e que odiei a narração do Jacob em Amanhecer, mas no geral gostei. Relendo não sei se teria a mesma opinião, enfim... Sobre Vida e Morte, nem sei porque, mas esse lançamento não me atrai nem um pouco. Sei lá, fica a impressão de ser mais do mesmo e sua opinião chegou para reforçar isso.Ótimo post.

    Abraços,

    http://milvidasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Seu comentário é sempre bem-vindo!
Se quiser receber novidades sobre o blog, siga-nos!
E não se esqueça de deixar o seu link para que eu possa visitá-los...
Volte sempre!