Flickr Images

31 agosto 2015

A Maldição do Tigre - Colleen Houck


Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco.
Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele.
O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço.
Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.
A Maldição do Tigre é o primeiro de uma série escrita por Colleen Houck. Já tinha lido muitos comentários positivos sobre esse livro e resolvi ver se era bom mesmo.
 
Bom, a história é contada em primeira pessoa pela Kelsey. Eu sempre digo que não gosto muito das histórias escritas em primeira pessoa porque a história acaba ficando centrada em apenas um personagem, eu gosto de ter uma visão mais ampla, conhecer os outros personagens não apenas pelos olhos do narrador, que eles tenham uma participação mais ativa na história e quando um livro é escrito em primeira pessoa isso fica difícil.

E não ajuda nada quando a narradora é irritante, insegura e muitas vezes até grosseira porque não quer que seu coração seja despedaçado pelo príncipe lindo de morrer que poderia ter qualquer garota que quisesse e que deve estar com ela só porque precisa da ajuda dela. Sério gente, isso é muito irritante e foi o que mais me desagradou na história.

Quanto ao Ren, bom ele é o mocinho da história então ele é bonito, protetor, corajoso. É impossível não gostar dele. Tem também o Kisham, irmão do Ren. Sim gente, são dois príncipes. Esse aí já é um pouco mais sombrio. Ele se esconde atrás de uma máscara de sarcasmo mas podemos ver que ele se sente inferior a Ren por ser o segundo filho e também se sente culpado pelo o que aconteceu com eles. Mas eles nem chegariam perto de quebrar a maldição se não fosse pelo Sr. Khadam, um dos homens mais leais que pode existir. Que escolheu servir ao seus príncipes até que a maldição seja quebrada.

Uma questão que, pra mim, não foi muito bem esclarecida e espero que seja contado nos outros livros é como o Ren vira um Tigre e como exatamente a maldição deve ser quebrada. Neste livro eles descobrem que devem encontrar o fruto dourado da Índia mas acho que faltou aprofundamento quanto ao motivo porque eu acabei um pouco perdida nessa parte.

Há bastante cenas de ação mas mesmo assim o foco no romance chega a ser maior, o que me deixou bem irritada porque como já disse eu não gostei da protagonista. O vilão quase nem dá as caras, parece que só vamos conhecer ele no próximo livro.

Bom, o que realmente me fez gostar do livro foi o fato de que a autora consegue envolver o leitor com a história, mesmo contada em primeira pessoa, os mitos e cultura indiana são muito bem descritos fazendo com que o leitor tenha uma imagem clara do cenário. Eu adoro história de civilizações antigas então é claro que adorei a parte da mitologia.

Tirando a parte da protagonista chata é um livro bem legal, com ótimos cenários, um enredo original, espero que nos próximos livros eu melhore minha opinião sobre a Kelsey. E você já leu? Quer ler? Não esqueça de deixar o seu comentário aí embaixo... bjus
Acho que me apaixonar por ele seria como mergulhar em um precipício. Seria ou a melhor coisa que me aconteceria ou o erro mais idiota que eu cometeria.

6 comentários:

  1. Oi Andrea!
    FINALMENTE ALGUÉM QUE ME ENTENDE. KELSEY É MUITO CHATA. Gente o final desse livro me revoltou de uma forma. Não tem como ela ficar indecisa quanto a paixão do Ren depois de tudo que eles passam. NÃO PODE. Isso não é natural. O livro tinha tanto pra ser perfeito, porque a mitologia em si é muito perfeita, mas a Kelsey me fez largar o primeiro e não pretendo continuar, infelizmente.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi David, então eu acho que se a Kelsey não quer o Ren ela poderia dar ele pra mim... hehehe
      obrigada pela visita!
      bjus

      Excluir
  2. Oi Andrea, tudo bem?
    Já li inúmeras resenhas positivas, sobre essa série, porém ainda não li nenhum dos livros.Também gosto de tramas que envolvem mitologias e pela sua resenha a autora consegue desenvolvê-la de maneira satisfatória. Gostei da resenha!!

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marla, obrigada pela visita!
      Sim, a parte da mitologia é muito boa e compensa, em parte, a falta de carisma da protagonista.

      Excluir
  3. Olha por incrivel que pareça eu ainda não li nada dessa autora.
    Todos falam maravilha dessa série. Eu quero muito ler após os meus serem autografados.
    Assim que recebê-los com certeza os pegarei para ler, mas por enquanto vou aguardar, porque tenho outros livros para serem lidos na frente. Até lá dá tempo. Amei a sua resenha, pois me parece ser uma história envolvente e simplesmente fantástica. Espero amar.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-soldier-leal-ate-o-fim.html

    ResponderExcluir
  4. Oi Andrea
    Cara, eu simplesmente n consigo me empolgar pra ler esse livro, sério. Não importa quantas resenhas eu leia! Kkk E vc ainda falou da protagonista chata... XD
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir

Gostou do post? Seu comentário é sempre bem-vindo!
Se quiser receber novidades sobre o blog, siga-nos!
E não se esqueça de deixar o seu link para que eu possa visitá-los...
Volte sempre!