Flickr Images

09 junho 2015

Mad Max: Estrada da fúria



Quarto filme da série Mad Max, o primeiro sem Mel Gibson, Estrada da fúria leva bem a sério o Slogan "O Futuro pertence aos Loucos".
Em um futuro pós-apocalíptico, Max (Tom Hardy) é capturado por Immortan Joe e torna-se uma bolsa de sangue para os guerreiro de meia-vida, mais especificamente para Nux (Nicholas Hoult).
Charlize Theron é a Imperatriz Furiosa que, cansada da tirania do governo de Immortan Joe, rouba algo muito precioso dele e terá que correr pelo deserto em busca de encontrar seu antigo lar. E é em meio a Estrada da Fúria que os caminhos deles se cruzarão e mesmo sem querer Max vai acabar numa corrida desenfreada pelo deserto ao lado de Furiosa.

O enredo não é inovador, a Cidadela é governada por Immortan Joe, um tirano que possui o controle da água, comida e gasolina, itens escassos no mundo de Mad Max. Ele usa as mulheres como objetos, parideiras que poderão lhe dar filhos perfeitos.

Max é um personagem calado, ele quase não fala nada e, por incrível que pareça, isso não atrapalha o desenvolvimento do personagem  e faz com que ele pareça mais misterioso ou entediado ou talvez essa focinheira tenha alterado sua capacidade de fala.
Seu único objetivo é ir pra bem longe de quem o capturou. Se isso inclui abandonar um monte de mulheres no meio do deserto bem, sorte pra elas...


O grande destaque é Charlize Theron, interpretando Furiosa, ela sim tem um objetivo. Ela quer liberdade, não só pra ela mas principalmente pras esposas do harém de Immortan Joe. Essas, que a principio parecem frágeis e delicadas mostram-se verdadeiras guerreiras no decorrer do filme em busca de liberdade.
Já Furiosa... É Furiosa e Veloz! Conduzindo uma máquina de Guerra que mais parece ter saído de um ferro-velho ela poderia deixar Dom Toretto e Brian O'Conner comendo poeira, literalmente.


Outro personagem que merece destaque é Nux (Nicholas Hoult) um garoto meia-vida fanático, um dos muitos garotos que querem a glória de morrer em batalha em nome de Immortan Joe.

 

O filme é cheio de cenas rápidas, quase sem nenhuma pausa pra explicações e diálogos. As cenas de ação são surpreendentes e acontecem do inicio ao fim. São praticamente duas horas prendendo a respiração e com o coração acelerado. Há explosões, capotamentos e corpos voando em uma coreografia louca e incrível. Incrível mesmo, porque não me lembro de ter assistido nenhum filme que consegue ter tantas sequências de cenas de ação como esse.

Se não bastasse o ritmo alucinado em que o filme segue há ainda as batidas frenéticas que acompanham as cenas e que deixa tudo ainda mais intenso e bonito, é claro. Isso sem falar de um guitarrista maluco que toca uma guitarra que solta fogo em cima do trio elétrico. Sim, o cara é músico de verdade e estava tocando enquanto gravava o filme. Até o lança-chamas era de verdade, incrível né?

O filme não traz grandes reflexões ou mensagens que vão fazer você pensar na vida de outra forma, se quiser algo assim nem veja o filme. Tem toda a questão do mundo estar num caos, seca e improdutiva mas tudo isso fica em segundo plano enquanto nossos heróis guerreiros correm alucinados pelo deserto sendo perseguidos por um vilão deformado e cruel tentando recuperar seus pertences e matar os traidores.

De todas as sensações que um filme pode despertar, Mad Max é um deleite para os olhos e ouvidos. Se por um lado ele tem pouco enredo por outro ficaram abertas lacunas para novos filmes. Outra coisa interessante é que os efeitos digitais são mínimos se comparados a outros grandes filmes.

E então Mad Max vale a pena?
Se sair do cinema com as mãos tremendo, o coração disparado e o barulho dos tambores ainda ecoando nos ouvidos diz alguma coisa. Eu diria que sim, vale a pena!
Então corre pro cinema e assista!

5 comentários:

  1. È tão difícil não ter dinheiro pra ir no cinema, tô louca pra ver esse filme e depois desses post, #partiu assaltar rs. Te indiquei em uma tag do meu blog e espero que tu goste. beeeeijos.
    http://cafecoomlivro.blogspot.com.br/2015/06/tag-libester-award.html#more

    ResponderExcluir
  2. Oi Andrea!
    Vou tentar ir assistir esse final nesse final de semana!
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bom?
    Ai eu estou é LOUCO para ver esse filme mas me falta o que? Tempo, é isso ta me faltando e muito
    Amo filmes de carros!

    Beijos
    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sobre mad max eu só vi os antigos, não tive ainda o previlêgio de poder agradar minha alma com esse filme. Mas quando eu puder, assistirei, cada resenha que eu leio me dá mais vontade, mas está me faltando tempo, o precioso tempo.
    Bela resenha a sua, parabéns. Adoorei sua postagem e seu blog, vou lhe seguir.
    Beijão da Lô.
    http://sonatadomedo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ainda não assisti este filme, mais estou louca pra ver... rsrs

    Beijo
    http://conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Gostou do post? Seu comentário é sempre bem-vindo!
Se quiser receber novidades sobre o blog, siga-nos!
E não se esqueça de deixar o seu link para que eu possa visitá-los...
Volte sempre!