Flickr Images

16 maio 2015

O visconde que me amava - Julia Quinn

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será
Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.

Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.

Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.
Faz muito tempo que não lia um romance histórico, não que eu não goste do gênero, mas é que há algum tempo eu devorei tantos livros desse tipo que tive uma overdose... kkk
Agora só leio em pequenas doses...
"O visconde que me amava" é o segundo livro da Série Os Bridgertons e conta a história de Anthony, o filho mais velho e herdeiro do título de visconde. Cada um dos irmãos vai receber sua própria história, então, os livros podem ser lidos separadamente mas aconselho a lê-los na ordem de publicação pois podem ocorrer spoilers de outros personagens.



A história é clichê e muitas cenas é possível até prever o que vai acontecer mas ainda assim é uma delícia de ler. Posso dizer que Kate e Anthony é o casal mais exaltado que conheço, sério, os dois vivem brigando e são tão teimosos. Infelizmente o Anthony me deixou com vontade de dar uns tapas nele em quase todo o livro. 

Anthony, é claro, tem uma razão para agir como um libertino e não querer se apaixonar. Ele simplesmente acha que vai morrer aos 38 anos, que é a idade com que o pai dele morreu e ele não se vê digno de superá-lo, nem mesmo na idade. Ele foi o grande herói da vida dele e sua morte foi um grande trauma para Anthony.

Gostei muito da Kate, geralmente acabo não simpatizando muito com as mocinhas, mas ela não é tão ingênua e boba. Ela tem uma língua afiada e enfrenta o Visconde e até pessoas da Alta Sociedade sem se importar com o que elas vão pensar.

A autora intercala os pontos de vista entre Kate e Anthony fazendo com que a história seja mais ampla e dinâmica. Cada capítulo é iniciado por uma notícia de jornal: CRÔNICAS DA SOCIEDADE DE LADY WHISTLEDOWN

A mulher é odiada por grande parte da sociedade Londrina por suas fofocas e críticas e amada pelo mesmo motivo. Só que a sua identidade é secreta...
E, se um escândalo surgiu mesmo no grupo de Lady Bridgerton, os que permaneceram em Londres podem ficar certos de que todas as notícias chegarão a nossos ouvidos na maior velocidade possível. Com tantas fofocas notórias acontecendo, nós garantimos relatos completos e detalhados. CRÔNICAS DA SOCIEDADE DE LADY WHISTLEDOWN, 4 DE MAIO DE 1814


E o cenário é de fazer qualquer um suspirar. Passeios pelo Hyde Park, bailes em belas mansões e temporadas nas casas de campo, tudo isso me fez ver que eu nasci na época errada...tipo a Sofia (quem leu Perdida- Carina Rissi, vai entender do que estou falando...).

O próximo livro da série vai contar a história de Benedict chamado "Um perfeito cavalheiro". Mas acho que me apaixonei pelo Colin, não vejo a hora de ler o livro dele, que é o 4º da série.
O visconde que me amava pode não ser o melhor livro da Julia Quinn mas ainda pode render boas horas de diversão junto com uma vontade incontrolável de bater no mocinho, que na verdade de mocinho não tem nada...

2 comentários:

  1. Gosto de todos, mas realmente acho que o do Colin é o melhor! ♥
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Amo todos os livros da Julia Quinn lançados até agora, não sei dizer qual é o meu favorito ♥!!!! Mas Kate foi até agora a mais corajosa e engraçada!

    http://leitoracomamor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Seu comentário é sempre bem-vindo!
Se quiser receber novidades sobre o blog, siga-nos!
E não se esqueça de deixar o seu link para que eu possa visitá-los...
Volte sempre!